Como o mercado de seminovos está mudando as mecânicas de automóveis?

Com a notável desaceleração da economia nos últimos anos e sua retomada modesta em 2019, o ritmo de vendas das fábricas de veículos permanece estável. Em contrapartida, o mercado de seminovos e usados celebra um expressivo aquecimento que também agrada as mecânicas de automóveis.

Enquanto o investimento do carro zero escapa do orçamento de muitas famílias, a procura por modelos com um único dono e pouco tempo de uso cresce, bem como muitos proprietários optam por reformar seus automóveis em vez de trocá-los por novos.

Neste post, discutimos as recentes mudanças observadas no mercado de automóveis e explicamos por que a baixa na economia pode ajudar a sua mecânica de automóveis a ter mais clientes. Confira!

Por que o mercado de seminovos faz tanto sucesso?

A categoria “seminovos” — carros com até três anos de uso, um único dono e até 20 mil quilômetros rodados — foi criada no Brasil justamente para aquecer o mercado de usados

A partir dessa classificação, os veículos com pouco tempo de uso foram valorizados, mas as vantagens ao adquiri-los também são enormes. Entra elas, podemos citar:

  • garantia — boa parte dos seminovos são vendidos antes de concluírem o período de garantia, sendo o restante usufruído pelo novo dono;
  • preço atrativo — logo ao sair da concessionária, um carro pode perder até 10% do seu valor, o que se transforma em um belo desconto para o consumidor de um seminovo;
  • custo-benefício — em muitos casos, o preço de um seminovo completo é equivalente a um modelo novo de entrada sem opcionais.

Mas como tudo isso beneficia uma mecânica de automóveis? Vamos discutir isso a seguir.

Como a alta no mercado de usados e seminovos pode contribuir para uma mecânica de automóveis?

Quando um veículo excede o período de garantia de fábrica — o que, naturalmente, tende a ocorrer com mais rapidez com um seminovo —, muitos proprietários evitam continuar fazendo manutenções periódicas e reparos em concessionárias autorizadas por receio de preços abusivos.

Além disso, muitas famílias também optam por comprar veículos usados ou manter seus automóveis antigos, considerando que o custo de eventuais reparos e melhorias, seja para a compra, seja para manutenção, será muito mais leve do que o investimento em um carro novo.

Diante de todas essas mudanças no comportamento do consumidor de automóveis brasileiro, as oficinas estão desfrutando de uma maior procura por serviços de reparo, revisão, avaliação e até personalização de veículos. Uma grande chance de aumentar o faturamento no período!

Como aproveitar melhor essa oportunidade?

Tendo em vista que a circulação de usados e seminovos está mais acentuada no momento, o proprietário de uma oficina precisa se preparar para três tipos de cliente principais:

  • os vendedores — aqueles que pretendem realizar reparos e melhorias em seu veículo para valorizá-lo e atrair compradores;
  • os compradores — consumidores que adquiriram um veículo usado ou seminovo sem garantia recentemente e desejam fazer um checkup de segurança no automóvel;
  • os inertes — aqueles que não venderam nem compraram nenhum carro e optaram por manter seus veículos antigos e arcar com eventuais manutenções de longo prazo.

O mercado de usados também conta com muitos modelos ditos “problemáticos” que estão sempre marcando presença nas oficinas, mas, de maneira geral, os serviços realizados estão diretamente associados à utilização do automóvel, idade do modelo e a quilometragem percorrida.

Na prática, uma mecânica de automóveis normalmente terá mais demanda para manutenções básicas como troca de óleo, filtros e aditivos, bem como troca de pneus, componentes de freios e suspensão. Cabe aos proprietários, portanto, estarem preparamos para a maior procura por seus serviços e contar com pessoal devidamente treinado para atender esses novos clientes da melhor maneira possível.

Gostou do artigo? Então aproveite que chegou até aqui e deixe um comentário nos contando o que achou! Sua opinião é fundamental para nós!

116

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *