fbpx

5 dicas sobre como fazer e-mail marketing para engajar clientes

como fazer email marketing

Inovação e engajamento: essas ideias são muito importantes para colocar a sua oficina em destaque, ganhando espaço sobre a concorrência. Por isso, aproveitamos o momento para responder uma dúvida comum entre os nossos leitores. Afinal de contas, você sabe como fazer email marketing?

Caso não, fique tranquilo, pois é justamente isso que ensinaremos aqui! O nosso objetivo é demonstrar porque essa estratégia é tão importante para o cenário atual, sendo determinante para a visibilidade da sua oficina entre os seus clientes. Então, sem demoras, vamos ao tema!

O que é e-mail marketing?

Da forma como percebemos, esse é um conceito com um nome bem autoexplicativo. Basicamente, trata-se de uma estratégia em que você constrói uma rede de contatos, elabora uma campanha de conteúdos e dispara e-mails para os seus clientes.

Por isso, o nome. Afinal, utiliza-se a ferramenta de e-mail como uma estratégia de marketing. Mas, então, é por aqui que surge uma dúvida comum: como isso pode ajudar a minha oficina? A resposta é bastante direta: essa ação gera engajamento!

Engajamento é toda oportunidade em que você provoca uma interação positiva com o cliente, seja quando o atende por telefone, seja quando ele navega na página da sua oficina nas redes sociais. Com o e-mail, isso também é possível, de maneira que você pode utilizar esse canal para veicular conteúdos interessantes, promoções e novidades sobre a sua cartela de serviços.

Como fazer e-mail marketing com 5 dicas?

Já aqui, entramos no X da questão! Em nossa experiência, o e-mail marketing precisa de, pelo menos, cinco etapas bem-feitas, que dependem uma das outras. Nesse sentido, caso você pule alguma delas, acabará não usufruindo do efeito desejado. Agora, conheça as nossas dicas!

1. Construa uma lista de e-mails

Esse é o primeiro e mais importante passo! Afinal de contas, como entrar em contato com os seus clientes se você não conhece o e-mail deles? Para coletar essa informação, você pode recorrer a algumas táticas diferentes, como a solicitação no atendimento presencial ou em contatos nas redes. O objetivo é captar essa informação em algum estágio do cadastramento.

2. Defina um objetivo

Bacana! Você tem os e-mails! E agora? Bem, aqui você chega na etapa de planejamento. Da forma como percebemos, o e-mail marketing pode ser usado para três finalidades: veicular promoções da oficina, enviar conteúdos interessantes e oferecer benefícios aos clientes.

Contudo, fique tranquilo, pois você não precisa escolher apenas uma estratégia. Na realidade, você pode adotar as três abordagens, bastando criar e enviar e-mails pertinentes a cada um desses objetivos. No entanto, enquanto você ainda cria a sua campanha, é interessante escolher uma das alternativas para focar inicialmente.

3. Entregue conteúdo de qualidade

No fim das contas, a melhor forma de sustentar uma estratégia de e-mails é por meio do marketing de conteúdo, em que você produz artigos, vídeos ou afins que discutam algum tema interessante para o cliente. Tratando-se de oficinas, você pode focar em conteúdos sobre boas práticas mecânicas, dicas de condução e daí em diante. O importante é que o material seja relevante para o seu público-alvo.

4. Personalize o e-mail

E-mails crus são desestimulantes. Afinal de contas, páginas brancas, sem nenhum adereço estético acabam não prendendo a atenção do consumidor. Por isso, é interessante utilizar um serviço de e-mail marketing, incorporando a logo e as cores da sua oficina ao texto, à página e à “cara” dos seus e-mails.

5. Teste novas ideias com frequência

Com o tempo, você perceberá que certos assuntos, títulos e estratégias dão mais certo do que outros, gerando um número maior de aberturas e cliques. Por isso, é muito importante testar e avaliar novas ideias, refinando os erros e repetindo os acertos.

Quais os principais erros a serem evitados?

Por fim, vale falar rapidamente sobre os erros capitais do e-mail marketing. O primeiro e maior deles é o famigerado SPAM. “Spammar” a caixa de entrada do seu cliente significa que você envia um número muito grande de e-mails em um curto período de tempo. Assim, o que era para ser uma estratégia amigável acaba provocando o desconforto.

Um segundo erro é o disparo de e-mails com baixa relevância. É importante que todos os seus comunicados entreguem algo especial para o cliente, seja um cupom de desconto, seja um conteúdo com as X melhores dicas para preservar a durabilidade do veículo.

Enfim, a ideia é entregar algo de valor a cada oportunidade de contato, com a transmissão de conhecimento, informação sobre ofertas ou bonificação de benefícios. O cliente precisa ser habituado com o sentimento de que, a cada vez que abre um e-mail da sua oficina, vem algo de bom por aí.

Então, você gostou deste post esclarecendo como fazer e-mail marketing? Aproveite o momento para curtir a nossa página no Facebook e acompanhar outros conteúdos interessantes na sua timeline!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *